" Eu não me importo se você é branco , negro , hétero , bissexual , gay, lésbica , baixo , alto , gordo , magro , rico ou pobre . Se você for gentil comigo , eu serei gentil com você simples assim " ( Eminem )

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Ainda Estou Aqui

          Atualmente, sofro de um estado constante de regressão. Cada segundo nesta semana foi como se eu voltasse ao meu EU anterior, aquele que eu gostaria de esquecer. Aquele que era calado, triste e infeliz. Ainda não identifiquei bem o que me fez regredir desta forma, mas tem sido doloroso e lento. 
          Tenho estado sensível e tudo que eu gostaria é de um abraço longo e caloroso, daqueles que sufocam e aquecem o coração. Mas nunca terei. Parece que a minha vida, será apenas de desejos inalcançáveis e sonhos não concluídos. Parece que meu tempo já passou e estive a pensar se isso não é uma "crise dos trinta" retrógrada. 

            Depois de tanto tempo sem vir aqui, tudo que eu gostaria era de trazer novidades, alegrias vividas e novos sonhos. Mas sinto-me cada dia pior e odeio me sentir assim, pois demorei anos pra ser quem sou agora. Foi doloroso antes e não quero retornar aquele lugar no meu coração, que já me fez sangrar tanto.
           Tenho medo. Me torno destrutivo. Só quero que tudo termine logo. É como se houvesse uma ansiedade pelo fim já que tudo até aqui, foi péssimo, em se tratando de relacionamentos. Se Deus existe, por que ele não ouve meu coração e manda alguém pra mim. Há casais tão bizarros, diferentes, inacreditáveis. Mas por que que pra mim, nunca há ninguém? Será que só eu não percebo o quão ruim eu sou? Ou estranho e antipático? Ou feio e esnobe? Sei lá, deve ter alguma explicação.
           Ouço esta música enquanto redijo este texto{Leandro Buenno - Fica Comigo}. Este rapaz do clipe, o cantor, me lembrou muito um crush do passado, e isso dilacerou meu peito. Não o sigo mais no Face, mas é certo que está com alguém muito melhor que eu, com um bom salário e bem mais bonito também. Verdade, quem namoraria um atendente de lanchonete?
            Ah... Não posso culpar minha vida por estar da forma que está. Eu sempre pensei no hoje, e em viver cada segundo da minha vida sem me preocupar tanto com o dia de amanhã. Nunca façam isso. Projetem seu futuro. Nunca se tornem alguém frustrado por não ganhar grana o suficiente. O dinheiro é tudo sim, a aparencia também. E Deus, esqueça. Talvez ele nunca te ouça, ou se ouvir, ele não é obrigado a colocar alguém bacana na sua vida. A sua vida é o que você fez dela, aceite isso. além do mais, apenas 7% da população mundial saberá o que é o verdadeiro amor. {inventei este número}. 

           Beijos, e perdoem meu texto/desabafo amargurado. Talvez um dia, eu traga boas novas. Talvez.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...